quinta-feira, 1 de outubro de 2009

A DEMOCRACIA NOS BLOGS.

Ontem postei no blog a cópia do que chamei de "laudo" sobre o acidente que vitimou o Vereador Renato Barbosa. Recebi de plano uma reprimenda do "Xacal" que alertou-me que não se tratava de "laudo" mas de um boletim de acidente de trânsito. Tem razão o "Xacal", mas não se pode negar que o "croqui" e a descrição da dinâmica do acidente já direciona ao entendimento de provável culpado. Fiz esta introdução para alertar os blogueiros de que, sob pena de perda de credibilidade devem publicar os comentários ainda que estes dirijam críticas ao próprio blog. Tenho para mim, que quando se cria um blog deve-se estar disposto a publicar os comentários contrários às nossas posições, tanto quanto os que nos elogiam. Fui informado que um determinado blog atualmente engajado em objetivo classista, só publica os comentários elogiosos, excluído os que lhe dirigem críticas. Um comentário(devidamente fotografado da tela do computador com um celular) não teria sido publicado. O tal comentário contraria posição sustentada no tal blog sobre certo tema e não contem qualquer conteúdo ofensivo, mas não foi publicado.

4 comentários:

Xacal disse...

caro Maxsuel,

mesmo com as diferenças de estilo, e a discordância com algumas de suas posições, parabenizo sua luta pela liberdade de expressão...

um abraço

Marcelo Bessa Cabral disse...

Oi, meu colega de turma na FDC (estamos completando 10 anos de formatura, né? Nem parece...)!!!
Sempre leio seu blog, que está de parabéns!
Concordo quando você diz que a regra é publicar os comentários.
Se me coubesse completar seu raciocínio, faria apenas uma observação: se uma pessoa comenta algo num blog - ainda que elogiando - mas ofende alguém, tenho que não deve ser feita a publicação, posto que a liberdade de expressão não deve ser uma forma de obrigar ninguém a aceitar ofensas gratuitas ou infundadas.
Tenho absoluta convicção de que esse tipo de "não publicação" não fere a liberdade de expressão. Por outro lado, esse raciocínio não pode ser invocado por qualquer motivo, como forma de disfarce para não publicar opiniões contrárias.
No meu blog já publiquei vários comentários de pessoas que não concordavam comigo (mas não ofenderam a mim nem a ninguém: foram lá e disseram que eu estava errado ou coisa assim - e isso não me ofende), porque a vida é assim mesmo - como diz o ditado: "o que seria do azul se todos gostassem do amarelo?"
Sua postagem merece os parabéns.
Abração!

Marcelo Bessa Cabral disse...

A maior prova do que eu escrevi no comentário anterior é que você também modera os comentários (e faz bem)...

Maxsuel Barros Monteiro disse...

Ok. caros amigos.

Com razão todos os comentaristas. Também não publico comentários ofensivos, mas os críticos sim. O meu blog assim como o de meu colega Marcelo Bessa Cabral leva o meu nome, o que implica em responsabilidade com o que nele escrevo e publico.

Não sei se esta é precisamente a frase, mas um pensador, se não me engano, Voltaire, assim pronunciou: "Não concordo com nada do que dizes, mas defendo até à morte o direito de o dizeres".

2 de Outubro de 2009 05:54