domingo, 18 de julho de 2010

RIVALIDADE NÃO JUSTIFICA TORCIDA PELA QUEDA DO GOYTACAZ.

Sou torcedor do Americano, mas não estou entre aqueles que torceram pela queda do Goytacaz para a 2ª Divisão do "Campeonato Carioca" que na verdade é "Fluminense". Perde prestígio o município de Campos e perde força a própria rivalidade. Entendo que a rivalidade se materializa na possibilidade sempre presente de haver um confronto direto entre as equipes rivais. Sem esta possibilidade a rivalidade se transforma em apenas uma lembrança arquivada no passado. Todavia, ante as informações que possuo - mas não posso revelar-, acho que a curto ou a médio prazo o Goyta estará de volta à elite do futebol fluminense. Por ora só nos resta buscar apoio na oração de São Francisco de Assis, na qual o aludido santo da igreja católica roga ao Senhor: "onde houver dúvida, que eu leve a fé"..."Onde houver desespero, que eu leve a esperança".

Um comentário:

Marcelo Bessa Cabral disse...

Maxsuel:
eu e minha família torcemos pelo Goytacaz e vamos ao estádio quando tem jogo.
Não vejo nada de errado nos torcedores do Americano torcerem para o Azul cair, porque isso faz parte do futebol.
Não pode é armar para o outro ser prejudicado, mas isso não é necessário: o Goytacaz consegue fazer isso sozinho...
Nós é que não deveríamos ter caído.
Abração.
OBS: não falei que sou contra a ideia de se repensar o futebol campista. Apenas que, dado o atual quadro, é normal um torcer contra o outro, além do mais se considerarmos que o Americano não tem torcida e o Goytacaz não tem time.